SHOWS

Fladiana
Sexta - 17/setembro | 19h30 | Cidade Jazz & Blues

Fladiana & Quarteto Jazzera

Show: Meu Lugar

Nascida em Guaramiranga, a cantora Fladiana é uma representante da geração de músicos da pequena cidade serrana cearense influenciada de forma decisiva pelo Festival Jazz & Blues. Não apenas no acesso ao repertório desses grandes universos musicais, somado ao da música brasileira, e no convivío direto com músicos renomados do Ceará, de outros estados e países, a cada edição do evento. Mas também na própria decisão de viver de música, viver com a música, viver a música.

"Somos da serra e temos essa montanha que nos protege, traz pro nosso som características do lugar. Somos pessoas simples e observamos muito a música, digamos, mais sofisticada, sempre procurando fazer um som em que a gente acredita", destaca a cantora, arte-educadora, administradora, hoje também secretária da Cultura de Guaramiranga, vivenciando no dia a dia o desafio de construção e
defesa da política cultural, da garantia dos direitos culturais.

A identidade serrana também se faz presente no nome do show com o qual Fladiana fará sua estreia no palco principal do Festival Jazz & Blues. "Bem no pico da pandemia em 2020 fiz uma música em
homenagem a Guaramiranga, chamada 'Meu Lugar'. Essa canção dá título ao show", ressalta, sobre a parceria com a cantora e violonista Gabriela Mendes. "Um lugar que é nossa casa e também um lugar
de todos".

O show contará com outras composições de Fladiana e parceiras, em bossa, samba e canção, além de releituras de obras de autores como João Bosco, Baden Powell e João Donato, admirados pela cantora
e pelos músicos do Quarteto Jazzera, que são também amigos de infância, cúmplices de sonho, companheiros de vida: Marcelino Ferreira (guitarra), Wagner Ferreira (contrabaixo), Josué Teodósio
(saxofone tenor e flauta) e Rafael Teixeira (bateria). "Uma formação enxuta, pelas características dessa edição especial do festival, e com excelentes músicos, que amam o jazz", enfatiza a artista, sobre os
colegas que ganharam uma música composta pelo saxofonista e clarinetista cubano Paquito D ́Rivera, presente para um show em que foi por eles homenageado.

"Temos todos uma relação com a música e de amizade desde criança. Estudamos desde bem pequenininhos na Escola de Música de Guaramiranga. Desde os 12 anos tocamos juntos em diversos grupos. E canto profissionalmente desde 2004, sempre ao lado desses e outros grandes artistas da nossa cidade".

O Festival Jazz & Blues, que conta com 21 anos de história, permeia diretamente essa trajetória. "Fomos influenciados diretamente pelo festival, que nos deu oportunidade de estar perto de pessoas de
quem somos fãs. Hermeto Pascoal, Paulo e Daniel Jobim, Egberto Gismonti, Badi Assad, Leny Andrade, Rosa Passos... Tantos shows inesquecíveis, que teríamos dificuldade para assistir em
Fortaleza ou que precisaríamos ir a São Paulo pra ver", aponta.

"O festival sempre foi um presente pra gente. A gente aproveitava a época para fazer shows na nossa cidade, ministrar oficinas de canto, participar de outras oficinas, do grupo itinerante de jazz. Foi uma
semente plantada que deu muitos frutos, e nos consideramos frutos desse processo também".

Fladiana (Voz e Violão), Wagner Ferreira (Baixo), Paulo Flor (Bateria), Josué (Sax/Flauta), Marcelino Ferreira (Guitarra)

CARREGANDO